No passado fim de semana, entre 25 a 28 de Julho, decorreu uma das competições mais exigentes do calendário nacional de juniores, o Grande Prémio do Minho.

Esta prova passou pelos concelhos de Guimarães, Fafe, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho e Melgaço. Uma corrida com 1 prólogo por equipas e 3 etapas em linha.

Nesta competição estiveram presentes 5 equipas espanholas, 1 colombiana e 1 belga, num total de 25 equipas, que vieram dar ainda mais competitividade a este Grande Prémio.

A nossa equipa não esteve no seu melhor, começando logo com uma queda de 2 dos nossos atletas no contrarrelógio inaugural, fruto de um percurso muito sinuoso e de uma chuva que veio estragar o espetáculo.

No 2º dia, uma chegada em Alto no Santo Antonino, tivemos em Pedro Sousa o nosso melhor homem na classificação. Contudo, já ao 2º dia tínhamos a primeira baixa, Telmo Barbosa, que havia chegado fora de controlo nesse mesmo dia.

Na etapa 3, mais chuva a complicar os planos, e associado a uma desatenção do nosso melhor colocado na geral, num momento importante da corrida acabou por descolar do pelotão, acabando por pagar caro essa desatenção e chegar junto com Diogo Oliveira num grupo atrasado, com mais de 10 minutos, e já completamente arredados de qualquer resultado na geral.

Nesta mesma etapa, André Gonçalves foi eliminado, e Sérgio Monteiro partiu o cabo da mudança e acabou por abandonar devido a essa mesma avaria.

Pedro Sousa GP do Minho

Ao último dia, a montanha continuava. Com chegada a Castro Laboreiro, e mais uma meta de montanha de 1ª categoria antes dessa, o pelotão da Volta ao Minho ficou completamente  esfangalhado, e o nosso atleta Pedro Sousa não conseguiu corresponder e acabou por chegar no 3º grupo que viria a cortar a meta com mais de 9 minutos de atraso. Diogo Oliveira abandonou na última etapa devido a problemas físicos.

No final das contas, foi uma prova muito exigente, que nos deu muita aprendizagem. Contudo, por ser a primeira prova por etapas de 4 dias dos nossos juniores, acusamos alguma falta de ritmo e também de experiência, pelo que resta-nos ter a humildade de trabalhar mais para que na próxima oportunidade possamos estar em melhor nível.

Não foi de todo o desfecho que gostaríamos, mas continuaremos a trabalhar cada vez mais para que possamos evoluir. Daqui para a frente só pode melhorar.

Resta-nos agradecer a todos os nossos patrocinadores o apoio para que este projeto esteja na estrada. O nosso muito obrigado. 🙂 Sem vocês não seria possível dar a estes jovens a possibilidade de competir ao mais alto nível neste escalão etário.